1

Resenha: O que aconteceu com o adeus

“Desde o amargo divórcio de seus pais, McLean e seu pai, um consultor de restaurante, se mudaram para quatro cidades em dois anos. Separada de sua mãe e da nova família de sua mãe, McLean seguiu com seu pai para deixar o passado infeliz para trás. E cada novo lugar dava-lhe a chance de experimentar uma nova personalidade: de líder de torcida a diva do drama. Mas agora, pela primeira vez, McLean descobre um desejo de ficar em um lugar e apenas ser ela mesma, quem quer que ela seja. Talvez Dave, o cara da porta ao lado, possa ajudá-la a descobrir. Combinando a marca registrada da escrita graciosa de Sarah Dessen, ótimos personagens, e a atraente história, What Happened to Goodbye é uma leitura irresistível.” Resenha Skoob

Bom, sou meio suspeita ao falar de algum livro da Sarah Dessen… Todos que estou lendo dela estão ficando no topo da minha lista de livros favoritos, e a autora em si, se tornou a minha autora predileta, seus livros são as tipicas histórias de YA, mas com personagens complexos, que não apenas se apaixonam pelo pelo menino e ficam a partir dai, tentando ficar por ele, com elas, o amor simplesmente acontece, embora elas não estejam procurando e nem querendo um namorado, elas se importam com a família, e muito, e tentam lidar com os dramas familiares, e ainda lidar com o seu próprio eu, e o seu descobrimento. Não tem como não se identificar com seus livros, mesmo com as histórias sendo diferentes da sua vida, alguma atitude ou personalidade de algum de seus personagens faz com que você se veja dentro do livro.

O que aconteceu com o adeus, foi aquele livro que eu comecei a ler e não sosseguei até terminar, devo confessar também que algumas horas cheguei a me emocionar com ele, ok, eu estava em dias muito emotivos, mas acima de tudo, foi um livro com várias frases que servem de lição de vida, sim, são poucos YA que tem esse estilo…

Após a separação de seus pais, Mclean Elizabeth Sweet, decidiu ir morar com o pai, um consultor de restaurantes que viaja muito, e essas viagens os fazem mudar muito, para ser mais exata, quatro cidades em dois anos… E nessas viagens, Mclean percebeu que essa era uma forma de mudar sua vida, em cada cidade que eles se instalaram, ela decidiu adotar um nome e uma personalidade diferente, porém sempre com algo em comum, não se apegar muito com as pessoas para que elas no futuro não venham a magoa-la, de líder de torcida a rainha do drama, Mclean sempre achou que esse era o melhor modo de levar sua vida, até que eles se mudam para Lakeview, e assim como das outras vezes, ela tenta adotar uma nova personalidade, porém, essa sua nova personalidade não vai muito longe, ela acaba logo no primeiro dia, e uma novo nome a escolhe, o seu próprio nome, Mclean, e então ela entra em uma busca para descobrir seu verdadeiro eu, que ela percebeu que não existia devido a tantas mudanças de personalidade, além de descobrir o verdadeiro significado da amizade e de quebra, um amor…

Anúncios
3

Resenha: A Caminho do Verão

“Auden resolve passar as férias de verão em Colby, uma minúscula cidade do litoral, com o pai, sua nova esposa e Thisbe, a filha do casal e sua mais nova irmãzinha. Lá, ela revê seus conceitos em relação à madrasta, encara um emprego de férias em uma boutique totalmente demais e conhece Eli, um garoto misterioso com o qual embarca em uma busca: experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada enquanto ele procura se recuperar de um acontecimento trágico. Junte dois solitários, uma bicicleta, um estoque infindável de madrugadas com insônia, tortas e café e… tudo pode acontecer.” Resenha Skoob

Sabe, sempre fui uma pessoa que gosta muito de ler, mas nunca tive um livro preferido, e quando você está envolvida nesse mundo de leituras, sempre as pessoas te perguntam, Ahh, qual é o seu livro preferido? Nunca soube o que responder, sim, tenho os que eu gosto mais e os que eu gosto menos, mas nunca um favorito, até ler A Caminho do Verão, simples assim, achei meu livro favorito, e olha, comprei ele no impulso (isso acontece com frequencia, comprar livros no impulso), não era um livro que eu estava super ansiosa para ler… Mas quando comecei a ler, logo percebi, tinha encontrado meu livro…

A personagem principal, não é uma daquelas menininhas fúteis que geralmente tem nos livros, que a unica coisa que quer é um namorado, ou ser popular, ou alguma coisa do tipo (não que eu não adore esse tipo de personagem, porque gosto muito), Auden, longe disso, nunca teve um namorado, sempre foi criada como adulta, nunca teve uma infância muito infantil, aliás, sua infância não foi nada infantil, já sofreu algumas decepções na sua vida, é filha de pais separados e sofreu muito durante a separação dos pais, e ainda, quando ela achou que ia se enroscar em alguém, essa pessoa deu um bolo nela no dia do baile de formatura, isso sem contar a sua constante falta de sono… A unica coisa que ela era realmente boa e sabia fazer era estudar. Bom, motivos para não se identificar com ela em algum momento da história é o que não falta, e foi isso que me aconteceu, me identifiquei com a Auden em váários momentos do livro. Só tem uma desvantagem o livro, a unica coisa que não o torna perfeito, é a divisão de tempo, algumas vezes você se perde nele, mas nada muito preocupante, que vai fazer você gostar menos do livro, que em falar de gostar do livro, ele é lindo, a capa; a contra-capa, que é roxa; no final do livro tem uma listinha de músicas que inspiraram a autora no processo de criação; no inicio do livro tem um mapinha para você se situar na cidade em que se passa o livro; e ainda, a autora ainda faz um comentário de como foi a experiência de escrever esse livro, simplesmente amei.

Vamos logo a história…

Após receber um email da madrasta, e um presente do irmão que está na europa, Auden se dá conta de uma coisa, todas as pessoas com quem ela estudou até hoje, quando voltava de suas férias de verão, vinha cheias de histórias para contar, de aventuras que viveu durante o verão, e por um impulso, decide ir passar o verão na casa de seu pai, o ultimo verão antes da faculdade, e que irá mudar sua vida para sempre… Chegando lá, a primeira impressão que ela tem é o que ela está fazendo ali? Naquele mundo muito feminino e que não tinha muito a ver com ela. Logo de cara, nessa história de viver o momento, ela acaba ficando com um cara, e depois se arrependendo muito. Para matar o tempo, ela aceita um emprego na loja de sua madrasta para cuidar da contabilidade, um ambiente que definitivamente não tem nada de Auden, com funcionarias, que ela julga fúteis, e ainda mais, uma delas é a ex-namorada desse cara com quem ela tinha ficado, o que gera um pouco de atrito. Mas o tempo vai passando ela vai conhecendo mais aquele lugar e as pessoas de lá, e acaba se surpreendendo…